Open Conference Systems, VIII Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2017

Tamanho da fonte: 
Impactos da Globalização: Americanização do Ensino de Administração no Brasil
Ana Cristina de Oliveira Lott

Última alteração: 2017-09-02

Resumo


O presente artigo objetiva problematizar os impactos advindos da importação de modelos norte-americanos no ensino de graduação em administração no Brasil, almejando, assim, contribuir para o avanço de estudos sobre o tema e para o debate sobre o ensino de administração no país. Os principais argumentos contidos neste ensaio teórico são: (1) que a marginalização e a supressão do conhecimento e da cultura dos grupos subordinados é agravada com a colonialidade global, e (2) que os debates sobre o colonialismo global, por meio da educação, é essencial, especialmente na formação de administradores. Com isso, é necessário refletir criticamente acerca das posições a serem assumidas pelo Estado, por instituições de ensino superior, profissionais de educação e indivíduos, em relação aos impactos da globalização no ensino de administração, no intuito de evitar a mera reprodução de um saber acrítico e descontextualizado, que negligencia as necessidades e especificidades locais. É preciso formar administradores que sejam capazes de pensar e analisar por si próprios e evitar uma supervalorização ao que vem de fora.

Palavras-chave: globalização; ensino de administração; colonialidade do saber.

Texto completo: PDF