Open Conference Systems, VIII Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2017

Tamanho da fonte: 
Uso dos SCG no gerenciamento das tensões dinâmicas: uma análise da produção cientifica nacional e internacional
Ivan Rafael Defaveri, Delci Grapegia Dal Vesco, Udo Strassburg

Última alteração: 2017-08-28

Resumo


A temática do gerenciamento de tensões dinâmicas se originou em 1995, com o trabalho seminal de Robert Simons, e serve como pano de fundo para o modelo das Alavancas de Controle, proposto pelo autor. Dessa forma, o presente trabalho visa identificar quais os aspectos principais estão sendo abordados nas pesquisas sobre essa temática, com o intuito de encontrar lacunas de pesquisa que possam ser exploradas em trabalhos futuros. Foi realizada uma pesquisa de cunho qualitativo, na forma de uma análise de conteúdo. Para tanto, foram identificados artigos que continham o termo dynamic tension ou tensão dinâmica e management control systems ou sistemas de controle gerencial, em conjunto, nas bases Scopus, Science Direct, Web of Science e Google Acadêmico, sendo que nas bases internacionais os resultados foram limitados as áreas de Bussiness, Management and Accounting, Economic, Econometric and Finance e Decision Sciences. Foram encontrados no total 280 artigos, mas após várias sessões de refino da amostra, se chegou a um total de 16 a serem analisados. Os resultados mostram que o estudo da área começou a ganhar força a partir do estudo de Henri (2006). A maioria dos estudos se centram no estudo da tensão dinâmica criada entre os sistemas de controle diagnóstico e interativo, com método principal sendo o uso de Modelagem de Equações Estruturais. Pode-se concluir que o estudo do gerenciamento de tensões dinâmicas ainda é inicial e deixa várias lacunas a serem aprofundadas, como a relação da tensão entre os sistemas de crenças e restrições.

Texto completo: PDF