Open Conference Systems, VIII Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2017

Tamanho da fonte: 
Análise Econômico-Financeira das Empresas Administradoras de Shoppings Centers: Um Estudo de Caso da Aliansce Shopping Centers S/A em Relação à BRMalls Participações S/A nos anos 2013 a 2015.
Alexia Mafalda Ramos Martins, Mivaldo Cavalcante Gomes de Almeida Neto, Alexandra da Silva Vieira, Márcia Maria Silva de Lima

Última alteração: 2017-08-29

Resumo


A indústria de shopping centers no Brasil vem ganhando cada vez mais importância no cenário econômico brasileiro, pois conforme Steffen (2014, p. 2) “o crescimento apresentado nos últimos anos veio consolidar este negócio como um dos mais importantes no Brasil, tanto pelo seu aspecto econômico quanto pela sua relevância social e cultural”. As administradoras de shoppings centers influenciam significativamente neste setor e de acordo com o Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco (DEPEC, 2017) existem as administradoras que mais contribuem para o desenvolvimento do mesmo e entre as primeiras deste ranking estão a BRMalls Participações S/A, com mais de 45 anos de atuação e Aliansce Shopping Centers S/A com apenas 12 anos de existência. Portanto a presente pesquisa objetiva analisar, através dos indicadores econômico-financeiros de liquidez, endividamento e rentabilidade, o posicionamento da Companhia Aliansce em relação à BRMalls S/A. O período analisado compreendeu os exercícios findos de 2013 a 2015, sendo os valores contábil-financeiros expressos em milhares de reais. Comprovaram-se, através da análise das demonstrações contábeis de ambas as Companhias e do estudo comparativo realizado, que os indicadores econômico-financeiros de liquidez, endividamento e rentabilidade fornecem a posição e condição de cada Companhia em relação ao mercado, gerando informações para os seus usuários internos e externos e que, embora, a BRMalls S/A seja mais desenvolvida historicamente no segmento de shopping centers do que a Aliansce S/A, esta apresentou uma posição econômico-financeira mais favorável que sua concorrente.

Texto completo: PDF