Open Conference Systems, VIII Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2017

Tamanho da fonte: 
O Custo da Dívida e a Remuneração dos Executivos nas empresas listadas na BM&FBovespa
Cassia Neves Silva, Moisés Ferreira Cunha

Última alteração: 2017-08-26

Resumo


Esta pesquisa objetou analisar a relação entre o custo da dívida e a remuneração dos executivos das empresas brasileiras listadas na BM&FBovespa durante 2010 a 2014. Para atingir esta finalidade foi constituído uma amostra com 137 empresas compondo um painel desbalanceado com 582 observações. Os dados contábeis foram coletados da base de dados Thomson Reuters e as informações sobre as remunerações dos executivos foram adquiridas por meio do sistema SInC. A análise foi feita por meio do modelo de pooled. Os resultados obtidos demonstraram que há uma relação inversa e significativa da remuneração de executivos com o custo da dívida, bem como do endividamento. Assim, infere-se que a remuneração elevada oriunda do alinhamento de interesses entre acionistas e gestores corrobora com a Teoria da agência, assim como esta em consonância com outras pesquisas internacionais que demonstram que melhores remunerações acarretam em decisões de investimentos menos arriscadas. Assim, os gestores asseguram a não rigidez do fluxo de caixa com os compromissos assumidos e protegem a empresa de riscos de inadimplência. A variável referente ao tamanho apresentou uma relação positiva com o custo da dívida.