Open Conference Systems, I Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis – AdCont 2010

Tamanho da fonte: 
Liderança e Satisfação no Trabalho: Contribuições para uma Análise Relacional
Vanessa Brulon Soares, Francisco de Assis Palharini

Prédio: Universidade Cândido Mendes
Sala: Sala 4
Data: 2010-10-27 11:00  – 01:00
Última alteração: 2010-10-15

Resumo


O objetivo do presente trabalho é estabelecer os pontos de convergência e divergência, na literatura objeto de revisão, entre as variáveis liderança e satisfação no trabalho. Para tal, foram trabalhados os diferentes modos de expressão destes conceitos, as teorias presentes no campo da liderança, a relação com o poder, além de uma análise da liderança eficaz. No que diz respeito à satisfação no trabalho, foi trabalhado o conceito de atitude, a relação da satisfação com outras variáveis, a relação das teorias motivacionais com a satisfação no trabalho, e ainda como aumentar esta variável. Para atingir estes objetivos, foi realizada uma pesquisa bibliográfica, a partir da leitura de diversos autores que tratam destes temas, em diferentes períodos históricos. Pode-se concluir que a relação entre estas duas variáveis se mostra presente em grande parte da literatura levantada. A liderança foi algumas vezes definida como uma forma de se exercer influência em um grupo, para que caminhem em direção ao alcance de seu objetivo, e o alcance de objetivos foi destacado como uma importante fonte de satisfação no trabalho. Além disso, os lideres geram mudanças no comportamento de seus seguidores, ao variarem seus estilos de liderança, o que também implica diferenças nos seus níveis de satisfação no trabalho. O aumento da produtividade, o acompanhamento da satisfação dos subordinados, além da motivação dos funcionários, são considerados tarefa do líder, e estas funções citadas foram destacadas por grande parte dos autores como elementos que exercem influência na satisfação no trabalho. Assim, conclui-se que são muitos os pontos de encontro entre a liderança e a satisfação no trabalho, deixando-se aberto um espaço para um novo levantamento bibliográfico, mais atual.