Open Conference Systems, I Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis – AdCont 2010

Tamanho da fonte: 
Relatórios de Sustentabilidade: Uma Proposta para a Análise do Modelo da Global Reporting Initiative
Fernanda da Silva Fernandes, Monica Zaidan Gomes, José Ricardo Maia de Siqueira

Prédio: Universidade Cândido Mendes
Sala: Sala 2
Data: 2010-10-27 11:00  – 01:00
Última alteração: 2010-10-15

Resumo


A sociedade tem se mostrado preocupada com o impacto que as organizações causam na comunidade e no meio ambiente, em função disso, mais e mais empresas têm publicado relatórios de sustentabilidade. Infelizmente, diversos trabalhos vêm apontando que tais relatórios têm baixa comparabilidade e transparência e que suas informações são enviesadas e apresentam problemas na abrangência. O presente estudo trata-se de uma pesquisa bibliográfica e documental com objetivo de aprimorar o modelo de avaliação de indicadores essenciais da GRI em relação ao Grau de Evidenciação Efetiva (GEE) e verificar se a mensuração da qualidade informativa dos relatórios de sustentabilidade pode ser impactada se for baseada em núcleos de informações. O referencial teórico revisa conceitos sobre balanço social e as principais críticas quanto à adoção do relatório. A metodologia adotada para o desenvolvimento da pesquisa baseou-se na decomposição do modelo da GRI de 2002, por critérios semânticos da Língua Portuguesa. A análise de dados gerou três vertentes: o comportamento das amostras após a reavaliação por núcleos de informação, o aproveitamento de cada empresa em relação aos itens reavaliados e a frequência dos indicadores recorrentes entre os reavaliados. Percebeu-se que os relatórios de sustentabilidade possuem um alto potencial para instrumento de análise, mas é necessário incentivar melhorias em aspectos como padronização e transparência para que sejam usados com mais constância e confiabilidade no processo de tomada de decisões.