Open Conference Systems, I Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis – AdCont 2010

Tamanho da fonte: 
Controles Internos em Pequenas Comunidades Católicas de Florianópolis
Laura Letsch Soares, Ernesto Fernando RODRIGUES VICENTE, Rogério João Lunkes

Prédio: Universidade Cândido Mendes
Sala: Sala 2
Data: 2010-10-27 04:00  – 06:30
Última alteração: 2010-10-15

Resumo


O Brasil é um dos países com o maior número de católicos do mundo, em contrapartida, observa-se o surgimento e crescimento de novas religiões. A população busca os serviços oferecidos pelas entidades religiosas e se dispõe a contribuir financeiramente para a manutenção de seus templos. No Brasil, o Estado concede a liberdade de crença, assegura o livre exercício dos cultos religiosos e garante proteção aos locais de culto e suas liturgias. Entretanto, por ser um Estado laico, não pode apoiar nenhuma religião especificamente, sendo vedado, constitucionalmente, a manutenção de relações de dependência ou de alianças. O custeio da promoção das entidades religiosas cabe aos seus seguidores. Os recentes escândalos de corrupção ligados a entidades religiosas de vários credos, referentes a recursos não declarados e desvio de recursos doados por fiéis; motivaram a realização deste trabalho junto a pequenas comunidades católicas para verificar a existência de procedimentos de controles internos que assegurem a salvaguarda dos ativos confiados a essas entidades e, verificar se eles oferecem aos fiéis, transparência quanto à aplicação dos recursos recebidos em doação. O trabalho foi desenvolvido nas comunidades vinculadas a uma paróquia do município de Florianópolis, mediante a aplicação de questionário para levantamento de dados. Os resultados alcançados foram a identificação: do perfil das equipes responsáveis pelo gerenciamento dos recursos financeiros, dos procedimentos contábeis e de controle interno adotados, de fragilidades e, concluindo que, apesar da existência de falhas, as comunidades adotam procedimentos de controle interno adequados.