Open Conference Systems, II Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis - AdCont 2011

Tamanho da fonte: 
Não Vai Doer Nada: O Conforto Psicológico e a Fidelização dos Clientes de Serviços Odontológicos
Claudio de Luna Lins, Irene Raguenet Troccoli, Joyce Gonçalves Altaf

Prédio: Faculdade de Economia e Finanças IBMEC
Sala: Sala 1
Data: 2011-10-13 11:00  – 12:30
Última alteração: 2011-09-25

Resumo


A Odontologia, enquanto serviço de saúde, tem sua sobrevivência dependente da arregimentação de clientes, o que naturalmente leva os profissionais a competirem entre si de maneira variada, por novas técnicas e por novos produtos. Assim, obedecendo à teoria do Marketing de Serviços, a liderança neste mercado se ganha com a satisfação do paciente pela qualidade do serviço oferecido. O objetivo deste artigo, de abordagem qualitativa, é identificar a importância que pacientes de serviços odontológicos de clínica popular da cidade do Rio de Janeiro aplicam ao conforto psicológico ao considerarem novas aquisições deste serviço. Como resultado, concluiu-se que é elevada a importância que este tipo de paciente aplica ao conforto psicológico ao considerar novas aquisições, com base nos diversos fatores relatados como relevantes para a sensação de conforto psicológico e, por conseqüência, de confiança no dentista, e que remetem, dentre outros, à capacidade deste último de didaticamente explicar os passos do tratamento e o que durante este será utilizado, de criar empatia com o paciente, e de aliviar a dor física de forma rápida. Para futuros estudos, sugere-se que se verifique como o conforto psicológico, sendo um atributo da qualidade percebida pelos pacientes, é percebido pelos odontólogos.


Texto completo: PDF