Open Conference Systems, IV Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis - AdCont 2013

Tamanho da fonte: 
Identificação e Análise de Impactos Monetários decorrentes da Implantação da Cidade Administrativa de Minas Gerais
Raquel Andreia Franco

Última alteração: 2014-05-26

Resumo


A Cidade Administrativa de Minas Gerais(CAMG) foi construída com o intuito de concentrar em um mesmo local físicoórgãos do governo estadual mineiro com o objetivo de reduzir despesas decusteio da máquina pública, bem como oferecer infraestrutura padronizada emoderna aos servidores públicos, reduzindo custos transacionais. O presenteestudo objetiva identificar e analisar impactos monetários provenientes daimplantação da CAMG, por meio de pesquisa exploratória quantitativa – estudo decaso longitudinal. Foram utilizados dados referentes às despesas de manutençãodos órgãos e entidades instalados na CAMG, para verificar se tal implantaçãoimpactou a tendência de comportamento do gasto público. Os resultados mostram queo comportamento do gasto ao longo do tempo para as despesas e instituiçõesselecionadas para a pesquisa é similar aos gastos do governo como um todo –crescimento da despesa ano a ano com taxas entre 4% e 15%. A pesquisa permitiuconcluir também que a CAMG pode ter contribuído para o desaceleramento docrescimento das despesas analisadas em conjunto, porém, não há um comportamentopadrão de todos os itens analisados. Ou seja, alguns tenderam ao crescimento,outros declinaram ou não demonstraram alterações. Por fim, nota-se que oempreendimento aparenta não ter magnitude relativa suficiente em relação aototal dos gastos do governo. Nos itens selecionados para o presente estudo, aCAMG representa 11% do total de gastos em 2011 e 9% em 2012, com relação aototal do gasto dos órgãos e entidades instalados no complexo.

Texto completo: PDF