Open Conference Systems, IV Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis - AdCont 2013

Tamanho da fonte: 
UM ESTUDO SOBRE OS EFEITOS DA APLICAÇÃO DOS PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS NAS CONCESSIONÁRIAS DE SERVIÇO PÚBLICO NO SETOR DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO: O CASO DA COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO - COMPESA
Priscila Barbosa Dantas, Marco Tullio Vasconcelos

Última alteração: 2014-05-26

Resumo


Como o objetivo da Contabilidade é transmitir informações úteis e tempestivas, também se converteu em alvo de preocupação assegurar que os procedimentos contábeis em um país tenham os mesmos reflexos e entendimentos que em outros. Nesse contexto surgem as normas internacionais de contabilidade para as quais o Brasil começa convergir a partir da promulgação da Lei nº 11.638/2007 e com a criação do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), órgão responsável pela emissão de pronunciamentos contábeis em consonância com as normas internacionais. Diante desse cenário este estudo tem por objetivo explicar os fatores das variações no resultado econômico das concessionárias de abastecimento de água e esgotamento sanitário, decorrentes dos pronunciamentos contábeis alinhados à convergência internacional e adotados a partir do exercício de 2010. Para tanto foi escolhida a metodologia de Estudo de Caso aplicada à Companhia Pernambucana de Saneamento. A análise comparativa das demonstrações financeiras dos anos de 2010 e 2011, juntamente com os resultados obtidos nas entrevistas e pesquisa documental, apontam que as variações no resultado da empresa se devem ao atendimento à Interpretação Técnica ICPC 01, adaptada a partir da IFRIC 12 e direcionada exclusivamente para as Concessões. Dentre os fatores que mais repercutiram no resultado da empresa está o fato de a Companhia ter passado a realizar seus ativos operacionais com base no prazo de vigência dos contratos de concessão em substituição às taxas fiscais. Foi possível também identificar a distância entre o lucro societário antes e depois da convergência, que com as normas atuais apresentou um crescimento de 2010 para 2011 de quase 70%, enquanto nas normas sem a convergência apresentaria uma redução de aproximadamente 32%. 


Texto completo: PDF