Open Conference Systems, IV Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis - AdCont 2013

Tamanho da fonte: 
Análise do Comportamento Decisório sob a Perspectiva das Heurísticas de Julgamento: Um Estudo com Discentes de Graduação em Ciências Contábeis
Thiago Meirelles Quintanilha, Marcelo Alvaro da Silva Macedo

Última alteração: 2014-05-26

Resumo


Diversos estudos já foram realizados com a intenção de determinar quais elementos cognitivos influenciam o processo decisório, com destaque para o estudo das Heurísticas de Julgamento conduzido inicialmente por Tversky e Kahneman (1974). Neste contexto, o presente estudo tem como objetivo identificar a presença das heurísticas de julgamento na tomada de decisão de alunos de graduação em ciências contábeis e mostrar por meio das respostas encontradas o impacto das heurísticas da representatividade e da disponibilidade, no que diz respeito aos vieses da concepção errônea do acaso e da falácia da conjunção. Além disso, o estudo aplica o CRT buscando estabelecer uma conexão entre o desempenho dos indivíduos no CRT e suas opções nas situações que envolvem a presença das heurísticas de julgamento. Para isso, foi aplicado um questionário com três perguntas do CRT e duas perguntas com situações onde existia a possibilidade de uso das heurísticas de julgamento a uma amostra de 155 estudantes de graduação em Ciências Contábeis de uma Universidade Pública do Rio de Janeiro. A análise dos resultados revelou que 75,5% dos respondentes foram influenciados pela heurística da representatividade, por meio da ocorrência do viés da concepção errônea do acaso. Além disso, 40% dos respondentes apresentaram decisão enviesada pelo viés da falácia da conjunção, presente pelo uso das heurísticas da representatividade e da disponibilidade. Por fim, também observou-se que existe relação positiva entre a habilidade cognitiva e o viés da falácia da conjunção das heurísticas da representatividade e da disponibilidade e entre o nível de conhecimento técnico e a experiência profissional com o viés da concepção errônea do acaso da heurística da representatividade.


Texto completo: PDF