Open Conference Systems, IV Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis - AdCont 2013

Tamanho da fonte: 
Itens Regulatórios no Setor Elétrico Brasileiro: Qual a Avaliação do Mercado?
Samir Sayed, Maurício Taufic Guaiana, Gustavo Raldi Tancini

Última alteração: 2014-05-26

Resumo


O objetivo do estudo é verificar o value relevance do reconhecimento de itens regulatórios em empresas brasileiras de distribuição de energia elétrica na avaliação dos investidores. Os itens regulatórios somente ocorrem em atividades reguladas, ou seja, aquelas cujas tarifas são controladas e a metodologia visa cobrir os custos incorridos e fornecer um retorno justo às concessionárias. Os mesmos representam as diferenças entre os custos estimados incluídos na tarifa de energia elétrica e os efetivamente incorridos. Sua realização depende de alteração nas tarifas futuras concedidas pelo órgão regulador, no caso a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, e do efetivo consumo de energia elétrica. O objetivo secundário é analisar as questões refletidas no discussion paper (2009) do IASB sobre o assunto. O modelo utilizado será aquele proposto por Collins et al (1995), adaptado ao modelo proposto por Loudder et al (1996). Foram realizadas regressões múltiplas com base em uma amostra composta pelas empresas do Índice de Energia Elétrica - IEE da BM&FBovespa que possuem distribuidora de energia elétrica no grupo econômico, compreendendo o período de 2002 a 2009. Os resultados não rejeitam a hipótese que os itens regulatórios são relevantes na avaliação do mercado acionário. Ainda foram encontradas evidências que o lucro é mais relevante que o patrimônio líquido contábil nas empresas que compões a amostra. Esta evidência pode ser conseqüência do modelo de negócio das concessões.


Texto completo: PDF