Open Conference Systems, IV Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis - AdCont 2013

Tamanho da fonte: 
Considerações sobre o Planejamento Estratégico Organizacional e a Marinha do Brasil
Flavio Sérgio Rezende Nunes Souza, Luiza Szczerbacki Castello Branco, Anderson Fernandes Pinto, Thiago José Parreira

Última alteração: 2014-05-26

Resumo


No mundo contemporâneo, a complexidade do ambiente, assim como a velocidade e a intensidade das mudanças obrigam que as organizações se adaptem. Para tal, é necessária uma maior capacidade de formular e implementar estratégias. Tais preocupações são de grande relevância nas organizações, não podendo ser diferente nas organizações públicas, tendo em vista serem responsáveis por atender as demandas de uma sociedade civil cada vez mais diversificada e exigente. O planejamento estratégico no setor público surge neste cenário, como uma nova ferramenta de gestão utilizada para dotar o Estado com habilidades que se mostraram necessárias neste novo contexto. Seguindo esta tendência, a Marinha do Brasil promoveu o desenvolvimento do planejamento estratégico em suas diversas organizações militares. Desta forma, este artigo tem a finalidade de promover uma discussão sobre planejamento estratégico organizacional, sua utilização na administração pública brasileira, e investigar como este foi introduzido e institucionalizado na Marinha do Brasil, acompanhando uma visão geral de como este está estruturado atualmente nestas organizações militares. Por meio de uma pesquisa bibliográfica e documental, foi verificado que este instrumento teve início nas Organizações Militares Prestadoras de Serviço (OMPS), e posteriormente se estendeu às demais organizações. Além disso, destaca-se a importância na atualidade do Programa Netuno que avalia a utilização desta ferramenta e estimula a sua adoção. 


Texto completo: PDF