Open Conference Systems, V Congresso Nacional de Administração e Ciências Contábeis - AdCont 2014

Tamanho da fonte: 
Percepção da Qualidade do Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional (PCMSO) – Um estudo entre as empresas do Rio de Janeiro.
Luiz Ernesto Abreu Guerreiro, Sandra Regina Holanda Mariano

Última alteração: 2014-09-05

Resumo


As discussões acerca dos métodos e estratégias para a promoção de condições de trabalho saudáveis acompanham o próprio desenvolvimento das organizações produtivas, pelo menos, desde fins do século XIX. No Brasil, o Programa de Controle Médico em Saúde Ocupacional (PCMSO), de contratação compulsória, tornou-se a principal ferramenta utilizada para a promoção da saúde do trabalhador. É neste contexto que esta pesquisa se desenvolve, com o objetivo de analisar a qualidade percebida pelos responsáveis por administrar o PCMSO em empresas que atuam no estado do Rio de Janeiro. Para medir a qualidade percebida foi utilizada a escala SERVQUAL, adaptando-se os seus 22 atributos para avaliação do serviço de PCMSO, a partir da análise da expectativa e da percepção do serviço. Para verificar a validade dos fatores da escala SERVQUAL adaptada para análise do serviço PCMSO foi utilizada a análise de alfa de Cronbach para verificar o índice de consistência interna entre os atributos, e a análise fatorial confirmatória. Considerando a amostra de 81 empresas, foi possível validar a escala SERVQUAL adaptada ao PCMSO. A importância disso é a possibilidade de ter um instrumento que possa ser utilizado de forma contínua e consistentes, periodicamente, a fim de identificar os Gap existentes na prestação de serviço e melhorá-lo em prol da saúde dos trabalhadores.

Texto completo: PDF