Open Conference Systems, VI Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2015

Tamanho da fonte: 
Valor justo de ativos biológicos e a relevância da informação Contábil
Danielle Paná Vergini, Salete Turra, Fellipe André Jacomossi, Roberto Carlos Klann

Prédio: UNIGRANRIO
Sala: Sala 1
Data: 2015-10-30 02:00  – 04:00
Última alteração: 2015-10-25

Resumo


O Pronunciamento Técnico (CPC 29) determinou a avaliação do valor justo como obrigatória para todos os ativos biológicos, pois os benefícios econômicos são gerados em diferentes fases do seu desenvolvimento. Nesta pesquisa averiguou-se a resposta dos participantes do mercado em relação a essa alteração na base de mensuração de ativos desta categoria. Assim, o presente estudo teve como objetivo verificar a influência da aplicação do valor justo a ativos biológicos na relevância da informação contábil. A pesquisa caracteriza-se como descritiva, de abordagem quantitativa, com tratamento estatístico de regressão de dados em painel em um modelo ajustado, baseando-se nas possibilidades contidas no modelo de Ohlson (1995). A amostra da pesquisa compreendeu 25 empresas que destacaram ativos biológicos em seus balanços patrimoniais no período de 2011 a 2014. Os resultados apontam que as variáveis lucro por ação menos variação do ativo biológico (EPS-VAB), ativo biológico (AB) e variação do ativo biológico (VAB) não apresentaram significância com a variável dependente Preço da Ação (PA), em nenhum dos períodos analisados, apenas o Patrimônio Líquido deduzido dos ativos biológicos (BVPS-AB) apresentou influência significativa em relação ao preço da ação. Estes achados demonstram que no Brasil a adoção do valor justo para os ativos biológicos pode não representar uma informação relevante para o mercado.

Texto completo: PDF