Open Conference Systems, VI Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2015

Tamanho da fonte: 
ANÁLISE DA ADOÇÃO DAS PRÁTICAS DE CONTABILIDADE GERENCIAL EM EMPRESAS INDUSTRIAIS, COMERCIAIS E DE SERVIÇOS
Alcindo Cipriano Argolo Mendes, Silvana Dalmutt Kruger, Rogério João Lunkes

Última alteração: 2015-09-22

Resumo


O objetivo do estudo é identificar e analisar os estágios de adoção das práticas de contabilidade gerencial em empresas industriais, comerciais e de prestação de serviços. Para tanto, foi realizada uma pesquisa empírica com a aplicação de questionário junto a 95 empresas da região Oeste de Santa Catarina. Para realizar as análises foram aplicados testes estatísticos de proporção, para verificar a utilização dos 4 estágios da Contabilidade Gerencial, e Análise de Conglomerados ou Cluster Analisys, para análise das características internas. Os resultados demonstram que as práticas de 4º estágio são menos utilizadas, seja em empresas comerciais, industriais e de serviços. Um destaque apenas para as empresas prestadoras de serviços que não apresentaram diferenças estatísticas na proporção de utilização das práticas de 1º e 4º estágios. Observou-se que 47% das empresas, com predominância da atividade industrial, com mais de 10 anos de mercado e faturamento entre R$ 3.600.000,00 e R$ 78.000.000,00, possuem pelo menos uma prática de 1º, 2º e 3º estágios. Também foi percebido que, de maneira geral, as empresas comerciais utilizam menos práticas gerenciais nos quatro estágios, do que as empresas industriais e de serviços. De modo geral, o estudo corrobora na evidenciação de que os estágios das práticas de contabilidade gerencial possui relação com as atividades empresariais, a idade das empresas e o tamanho definido pelo faturamento. Ainda, ressalta-se a importância da análise das práticas de contabilidade gerencial no contexto brasileiro, no intuito de contribuir com melhorias no desempenho organizacional.

Texto completo: PDF