Open Conference Systems, VI Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2015

Tamanho da fonte: 
A Gestão Feminina do Próprio Negócio: O Caso das Costureiras das Cooperativas Mãos que Criam
Jairo Alano de Bittencourt

Última alteração: 2015-09-22

Resumo


Atualmente, o empreendedorismo vem crescendo com seus ideais no mundo dos negócios, onde se espalha com facilidade no universo feminino e com novas oportunidades no mercado de trabalho. O crescimento do empreendedorismo feminino se destaca em meios de mudanças e inovações, propagando-se em várias realidades e classes sociais, tendo em contrapartida a ajuda de terceiros para a construção do seu próprio negócio. O presente trabalho aborda o empreendedorismo feminino em uma cooperativa de cunho social, da Cidade Estrutural do Distrito Federal. O seu principal foco é demonstrar as intenções da gestão do próprio negócio empreendedor e as dificuldades do grupo feminino na Cooperativa Mãos que Criam, demonstrado em entrevistas estruturadas. A pesquisa teve como procedimento metodológico uma abordagem quantitativa, de natureza descritiva e exploratória, realizada por meio de um estudo de campo e pesquisa bibliográfica. Foram entrevistadas 10 empreendedoras e 1 gestora da cooperativa. Os dados obtidos indicaram a independência pessoal, financeira, e a busca pelo reconhecimento de ser mulher empreendedora. A falta de capital de giro é destacada como sendo uma das principais dificuldades verificadas pelas empreendedoras do caso analisado. Entrevistar empreendedoras de outros estratos sociais e tipos de empreendimento se caracteriza como sugestão para estudos futuros o que poderá agregar distintos aspectos ao estado da arte que aborda a temática aqui estudada.

Palavras-chave: Empreendedorismo. Mulher empreendedora. Mercado de Trabalho. Cooperativismo.

Texto completo: PDF