Open Conference Systems, VI Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2015

Tamanho da fonte: 
Operações de Fusões &Aquisições entre Firmas de Auditoria no Brasil: O Caso KPMG x BDO
João Paulo Calembo Batista Menezes, Naiara Leite dos Santos Sant' Ana, Sabrina Amélia de Lima e Silva, Anelisa de Carvalho Ferreira

Prédio: UNIGRANRIO
Sala: Sala 1
Data: 2015-10-30 04:30  – 06:00
Última alteração: 2015-10-25

Resumo


Em março de 2011 a empresa de auditoria externa big four KPMG anunciou em seu sitio a aquisição das operações da empresa de auditoria externa BDO no Brasil. Desta forma, o objetivo do presente estudo foi avaliar o quanto as características das 43 empresas auditadas pela BDO, adquirida pela KPMG, foram determinantes da troca de auditor no primeiro ano após a realização da operação. A amostra foi constituída pelas 43 empresas auditadas pela BDO sendo utilizada para a análise dos dados a regressão logística, por meio do software SPSS. Os resultados demonstraram que 34 (79%) empresas auditadas pela BDO, optaram pela troca de auditor já no primeiro ano subsequente ao da operação, sendo as variáveis rodízio, empresa de auditoria e Ativo Total possíveis determinantes para este processo. As variáveis rodízio e empresa de auditoria possuem relação de mesma ordem, ou seja, uma variação positiva nestas variáveis pode ocasionar aumento na probabilidade do auditado buscar outra firma de auditoria, caso o seu auditor seja adquirido por outro Big Four, entretanto a variável Ativo Total, por ser negativa indica que acréscimo no Ativo Total implicam em diminuição da probabilidade do auditado trocar de auditor, caso este seja adquirido por uma firma de auditoria Big Four.

Texto completo: PDF